Atividade antifúngica do óleo essencial de Melissa officinalis sobre isolados de Cladosporium sphaerospermum

Jessyca Marina Carneiro Gomes dos Santos, Camilla Pinheiro de Menezes, Abrahão Alves de Oliveira Filho, Edeltrudes de Oliveira Lima

Texto completo:

HTML

Resumen

Introdução: O gênero Cladosporium abrange muitas espécies de fungos contaminantes e oportunistas dematiáceos, sendo encontrados em diversos ambientes. As espécies C. cladosporioides, C. herbarum, C. oxysporum, C. carrionii e C. sphaerospermum têm sido observadas como responsáveis primárias por quadro de feohifomicoses superficiais, cromoblastomicoses e feohifomicoses profundas, que são micoses difíceis de tratar devido ao longo período de tratamento, às limitadas opções terapêuticas, às condições da imunidade do doente e à relativa resistência do fungo aos antifúngicos utilizados.

Objetivo: Avaliar a atividade antifúngica, in vitro, do óleo essencial de Melissa officinalis L. (Lamiaceae) sobre isolados clínicos de C. sphaerospermum.

Método: Foi realizada a determinação da concentração inibitória mínima e concentração fungicida mínima pela técnica de microdiluição e medida do crescimento micelial radial em diferentes intervalos de tempo.

Resultados: O óleo essencial de M. officinalis inibiu o crescimento de 100 % das isolados ensaiadas, tendo sua concentração inibitória mínima igual a 64 μg/mL. A concentração fungicida mínima foi estabelecida em 128 μg/mL e concentração fungicida mínima 256 μg/mL, sendo considerado um produto com forte atividade antifúngica. Este óleo também foi capaz de induzir inibição do crescimento micelial radial para as duas isoladas testadas, quando comparadas ao controle.

Conclusão: O óleo essencial de M. officinalis apresenta importante atividade antifúngica contra isolados de C. sphaerospermum, representando uma nova possibilidade no arsenal de produtos para terapêutica das micoses causadas por esses fungos.

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.